Pular navegação.

Música


Vida apertada
(Rogério Bicudo - Renato Fialho)

Vivo no alto do morro
Onde me sinto feliz
Luar, samba e poesia
Até criaram raíz
Sem enguiço vou seguindo
Não há defesa civil
Minha casa está locada
Num barranco em Cordovil

Cachorro dorme na porta
No quarto eu e a pretinha
A criançada na sala
O meu irmão num fusquinha
Nossa vida é apertada
Não posso sair da linha
Quando a nega está zangada
Vou dormir lá na cozinha

Se o feijão falta na mesa
O rei passa a ser o angu
Que dizem que é à baiana
Mas inventado em Bangu
O arroz não dá pra dois
Mas tem que esticar pra mais
Pois o preço está em alta
E eu só tenho alguns reais

Pego as sobras da feira
Pra fazer o sopão
Com um osso de costela
Que veio de doação
Todo sábado é assim
Não tenho vergonha, não
Recebo o bem de bom grado
De quem tem bom coração

**********************************

Eis o vídeo do Festival 'Eu amo o Rio de Janeiro', realizado no Clube Renascença, no Andaraí.
(na voz de Rogério Bicudo)

voltar

Copyright © 2004–2017 Renato.Fialho.