Pular navegação.

Poesia


Colibri

 

Em teu flanar
de pluma aos ventos
bailas suave
em
gráceis movimentos

desenhas
rápidos riscos
tua trajetória

pairas
a brincar no éter
das festas matinais
em meu jardim

      R.Fialho

voltar

© 2004–2017 Renato.Fialho.